terça-feira, 22 de agosto de 2017

109

É o número de dias, a partir de segunda-feira, que vou ter até ao meu aniversário.

Faço 26 anos, tenho emprego há 4, tenho uma filha linda e um companheiro fantástico.

O único problema desta vida bonita foram as acomodações.
Quando comecei a trabalhar, o exercício foi saindo de cena na minha vida.

Até então, praticava quase diariamente. Caminhada, corrida, dança...

De há 3 anos para cá, ganhei 5kgs.
É muito pouco. É fácil de perder.
Mas não os perco.

E o pior é a falta de contenção.
Adoro comer. Adoro estar à mesa horas. Experimentar restaurantes. Adoro doces. É quase impossível resistir a chocolate.

Chocolate. Chocolate. Chocolate.

Há uns tempos, numa das milésimas tentativas de mudança, tinha uma idade metabólica de 36 anos.
Em dezembro faço 26.

Como agora estoi de férias no maravilhoso alentejo, e quero aproveitar para desligar de horários e obrigações (até a Rita anda à deriva e nunca a vi tão bem disposta), decidi começar no regresso.

Não é uma dieta, não é voltar para o ginásio.

É reeducar-me. Regressar aos cuidados que tinha e relembrar o meu corpo do bem-estar que sentimos quando estamos ativos e e nos sentimos bem.

Porque a minha motivação não chega, vou fazer deste espaço um diário.
Vou descarregar aqui as frustrações e partilhar as vitórias.

Vou voltar ao trabalho dentro de um mês, com uma formação pelo caminho e uma bebé que faz sete meses amanhã.

(Acabei de escrever que não ia ser fácil.as fácil tem sido a minha vida no últimos tempos, e é isso que eu quero alterar).

Sem comentários:

Enviar um comentário